EU TENHO COISAS MAIS IMPORTANTES A FAZER!

EU TENHO COISAS MAIS IMPORTANTES A FAZER!

Artigo Huga Buga 002 – 05/08/2018 – Valdir J. Coppini

Certamente já ouvimos a frase do título tantas vezes quanto também já a proferimos, indicando que o assunto que estamos abrindo mão tem uma prioridade mais baixa do que o que vamos fazer em seguida. Infelizmente, muitas vezes elencamos como prioridade muito baixa, rotinas e comportamentos que PARECEM ser secundários, quando, na verdade, deveriam ter a mais alta prioridade possível.

Esta prioridade baixa é atribuída a muitas atividades que, somadas, definem nossa SAÚDE GERAL: a dieta adequada ao nosso estilo de vida; nossa prática rotineira de atividades físicas; uma sessão de fisioterapia para aquela dor na coluna; a revisão médica anual, etc.

O que passa desapercebido é que, afogados numa rotina sufocante e extenuante, tudo o que é elencado como prioridade máxima exige um corpo e mente sadios, para dar uma resposta adequada às demandas: o seu trabalho, o seu filho, o seu cônjuge, sua família, seu projeto, seus planos de vida… Não se engane!… Seu rendimento e sua dedicação a tudo o que julga de mais importante nesta vida passa por você ter uma boa saúde!

Quando me refiro à saúde, não quero simplesmente dizer “não hospitalizado”. Como quase tudo na vida, saúde não é simples quesito de sim e não, de ter ou não ter; é uma gradação, uma escala, que vai do estado mais pleno, de maior força e aptidão, um bem estar total (termo que os gregos antigos chamavam de “eudaimonia”) até o estado da mais profunda doença e incapacidade. De um nível a outro, há incontáveis formas de estar melhor ou pior, e esta condição psico-corporal em que nos encontramos agora mesmo, influencia imensamente nosso trabalho, nossa capacidade de ter relacionamentos saudáveis e nossas tomadas de decisão em qualquer âmbito da vida, seja profissional ou pessoal.

Assim, chega a ser suicida a estratégia que simplesmente relega a um nível totalmente desimportante as questões de saúde e cuidados corporais. Sem cuidar de nosso corpo, com o avançar do tempo, o trabalho vai ficar mais pesado, as relações irão se desgastar, nosso humor vai ser corroído e nossas respostas aos desafios serão mais lentos e menos apropriados. O binômio DIETA-TREINO é de crucial importância para a manutenção e/ou reconquista da saúde plena.

Seguindo uma dieta adequada ao que estamos geneticamente programados para empregar e incorporando alguma atividade física que seja agradável ao nosso estilo de vida estaremos dando início a uma revolução silenciosa que fará nosso corpo, incluindo a mente prodigiosa que temos, entrar num processo de auto-regulação hormonal, que acarreta a liberação de hormônios em níveis adequados, principalmente as endorfinas, regulagem do tecido adiposo (com consequente perda de peso, se for o caso), trazendo mais aptidão e disposição para realizar as atividades e desafios que temos pela frente, com a melhor saúde possível para nossa faixa etária. Até mesmo para ganhar tempo em nossa rotina diária, a melhor estratégia é priorizar nossa saúde e bem estar.

Comer bem e treinar corretamente, ambos com prazer… Vamos nessa?!

Valdir J. Coppini
Biólogo, Mestre em Ecologia

 

Receba o aviso de novos conteúdos.

Cadastre seu e-mail e receba o aviso de novos conteúdos e atualizações do blog!

Conteúdo 100% garantido livre de spam.

 

 

About The Author

Cristian Litwin

Profissional graduado em Educação Física determinado a ajudar todas as pessoas que necessitam Emagrecer urgentemente!

Comentários do Face..